Por que investir em comida natural para cachorro?

Por que investir em comida natural para cachorro?

Você já parou para pensar em comida natural para cachorro? Pense em seu cãozinho e no quanto uma dieta balanceada e rica em nutrientes não iria lhe fazer bem.

Às vezes a ração industrializada não está caindo bem para seu cão, que anda com dificuldade de digestão, ou até mesmo pode estar com uma intolerância alimentar ainda não diagnosticada. Então ele vai deixando de comer cada vez mais, você está com a cabeça cheia de preocupações por causa disso, mas a solução está bem mais fácil e acessível do que você possa imaginar.

Uma comidinha natural é o que tem colocado muito pet para cima! Quando o cachorro não quer comer ração, são muitas as pessoas que logo pensam que ele está enjoado do sabor, então saem e começam a comparar rações, uma aqui, outra ali, até perceberem que o seu melhor amigo não está gostando nadinha de nada dessa ideia, pois ele continua com baixo apetite.

Que tal uma comidinha feita em casa com amor e carinho?

Hummmmm! Dessa vez o peludinho come!

Mas antes de dar início à nova alimentação de seu cão, convém levá-lo a uma consulta veterinária para verificar se está correndo tudo bem com o seu metabolismo.

como-alimentar-o-cachorro
O que dar para o cachorro comer além de ração?

Dieta BARF para cães

BARF (Biologically Appropriate Raw Food) quer dizer alimentos crus biologicamente apropriados. Trata-se de uma dieta carnívora, criada pelo veterinário australiano Ian Billinghurst, composta sobretudo por carne e ossos crus, que podem ser triturados, uma refeição essencialmente rica em proteínas.

Nesse tipo de comida natural para cachorro também podem ser inclusos peixes e miúdos, como moela e fígado, com uma porção menor de vegetais e frutas. Itens como ovos, derivados de leite e alho sempre devem ser servidos em menores porções.

Para essa dieta, o ideal, por dia, é que um cão adulto seja alimentado com o equivalente a 2% de seu peso, e 6% se ainda for filhote. Em uma receita, a sugestão para uma refeição é de 50% de ossos carnudos, 20% de carne, 5 a 10% de miudezas e 20 a 25% de legumes e outros suplementos.           

Por que uma dieta crua?             

Quando os alimentos são cozidos, boa parte dos nutrientes de que os cães precisam é destruída. Além do mais, a alimentação crua é mais apropriada para o metabolismo dos cães, pois seu aparelho digestivo demora cerca de oito horas para processar uma comida que foi ao fogo, e em torno de quatro horas para uma que foi cozinhada.

Busca-se com esse hábito resgatar a forma de alimentação dos lobos, uma vez que os cachorros e lobos são da mesma família, a dos canídeos. Assim, o que se pretende é oferecer uma alimentação que proporcione vitalidade, força e longevidade aos cães.

A comidinha pode ser cozida?

Pode sim. É característica da dieta BARF que uma comida natural para cachorro deva ser crua, para que assim os alimentos mantenham seus nutrientes em alto nível. Tanto que em muitas dietas para os seus donos, os humanos, há o mesmo conselho, em que se indica o consumo de legumes crus, como a cenoura, por exemplo.

Os antioxidantes presentes na cenoura aumentam, quando cozida, entretanto, há uma perda de vitamina C bastante significativa. Assim, ganha-se de um lado, mas perde-se de outro.  

Então, caso opte por uma comidinha quentinha, bem refogadinha para o peludinho, não há problema. Uma alternativa seria variar entre cardápios crus e cozidos.

Lembre-se de que ao adotar uma dieta de comida natural para cachorro não é necessário banir a ração. Caso seu cãozinho não apresente problemas em se alimentar com rações, não precisa retirá-la de vez da refeição diária do bichinho de estimação, pois se ele gosta e está acostumado com esse hábito alimentar, ele poderá estranhar e até mesmo ficar estressado e triste.

O que deve ter em uma comida natural para cachorro?

É fundamental saber a composição de proteínas e vitaminas dos alimentos utilizados na refeição canina.

Se você aderir à comida natural para cachorro, prepare-se para estudar quais são os benefícios que cada ingrediente oferece. Além disso, é necessário também saber a porcentagem em que os nutrientes estão disponíveis nos legumes, nas carnes, nas frutas, inclusive nos ossos.

Nas receitinhas, não deixe de incluir verduras e legumes. Veja alguns itens essenciais para uma refeiçãozinha natural e deliciosa para o peludinho:

Carne

Principal fonte de proteína para os cães. Não se esqueça de que ele é da mesma família dos lobos, portanto, é um carnívoro.

Verduras

Dê preferência às verde-escuras, pois são mais ricas em nutrientes. Se forem servidas cozidos, será mais fácil para a digestão do cão. Os vegetais devem fazer parte da alimentação canina. Inclusive porque são um ótimo remédio natural para prisão de ventre. Você pode variar entre alface, couve manteiga, couve-flor, brócolis, espinafre e salsinha.

Legumes e raízes

Os legumes também podem ser servidos como petiscos, que tal então equilibrar entre biscoitos e pedacinhos de cenoura? Além de uma boa cenourinha, estão na lista dos legumes que fazem bem para os cães a beterraba, o chuchu, a abobrinha, a ervilha e a vagem. Assim como as verduras, se forem servidos cozidos, o cão terá uma melhor digestão.

cachorro-comendo-cenoura
Quem foi que disse que cachorro só tem medo de perder o osso?
Este peludinho pelo jeito não quer é perder a cenoura!

Arroz

O arroz, é um grão fundamental por ser um facilitador da digestão. Entretanto, a quantidade não pode ser exagerada. Ele deve estar bem cozido para que assim se garanta bom aproveitamento dos hidratos de carbono, mais conhecidos como carboidratos, responsáveis pelo fornecimento de energia tanto para o corpo humano como também para o corpo dos cães.

Óleo vegetal

Esse item nunca deve estar em excesso, mas manter o óleo vegetal na alimentação dos cães ajuda na manutenção de lipídios e ácidos graxos.

Vai ficar longe por um tempo?

Nem sempre é possível estar ao lado de seu bichinho de estimação. Família, trabalho, ou viagens em que não é possível levar o melhor amigo trazem preocupação quanto à alimentação, ainda mais se o seu peludinho está acostumado com uma boa comidinha caseira, não é?

Você pode deixá-lo em segurança no Club Pet e fazer sua vigem tranquilamente. Basta que providencie o essencial da comidinha dele, e ele a receberá nos horários adequados.  

Aqui temos cozinha equipada para os cães com geladeira, freezer e micro-ondas.

Além do mais, no Club Pet ele não ficará só, pois no serviço de hospedagem para cachorro há monitores lhe farão companhia e lhe darão assistência e segurança 24 horas.

Entre em contato para ter mais informações!

Grande abraço da Equipe Club Pet!

Outras Matérias

Leave a Reply